AS SURPRESAS DE DEUS

Por Pe. Jeferson Martins Fernandes, pároco da Paróquia de São Francisco de Paula, por ocasião do Sábado Santo.

Celebrando nestes dias santos o Sagrado Tríduo Pascal da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor Jesus Cristo chegamos à seguinte conclusão: Deus sempre nos surpreende com seu amor!  O amor de Deus por nós é tão profundo e imenso que a todo momento nos encanta, nos fascina, nos surpreende a ponto de nos espantar. Por isso a mensagem do jovem de branco sentado dentro do sepulcro vazio é: “Não vos assusteis!” (Mc 16, 6). O amor de Deus nos assusta! Assusta-nos porque em sua imensidão vai além de todas as categorias e possibilidades que possamos prever ou supor. Esquecemo-nos que “para Deus nada é impossível” (cf. Lc 1, 37), como lembrara-nos o anjo Gabriel já na Anunciação do Senhor. E nesta Noite Santa de Sábado, o impossível aconteceu: a grande pedra foi rolada, o sepulcro está vazio, a morte foi derrotada, Ele ressuscitou, Deus nos surpreendeu!

Um misto de espanto e alegria toma conta de nós neste momento, tamanha é a surpresa feita por Deus! Diante de tão estupendo acontecimento, como este da Ressurreição, nossos pré-conceitos, nossos pobres paradigmas, nossas limitações e até nossas incredulidades levam-nos a questionar: é isso mesmo? A vida venceu a morte? A luz dissipou as trevas? A graça prevaleceu sobre o pecado? O Crucificado está Ressuscitado? E Deus nos surpreende dizendo: “Sim”; o impossível aconteceu, o horizonte de vida se alargou, a luz não mais irá se apagar, a graça se derramou abundantemente, e aquele que fora crucificado se encontra vivo e presente entre nós! Não vos assusteis! O amor do Senhor vence toda impossibilidade humana.

E as surpresas de Deus continuam ao longo da história…, como nos lembra o Papa Francisco: “A Ressurreição de Cristo não é algo do passado; contém uma força de vida que penetrou o mundo. Onde parecia que tudo morreu, voltam a aparecer por todo o lado os rebentos da ressurreição. Cada dia, no mundo, renasce a beleza, que ressuscita transformada através dos dramas da história. Os valores tendem sempre a reaparecer sob novas formas, e na realidade o ser humano renasceu muitas vezes de situações que pareciam irreversíveis. Esta é a força da ressurreição.” (EG, n.276). Não vos assusteis, portanto, com as surpresas de Deus! Essa é a voz do jovem vestido de branco que ecoa do sepulcro vazio e continua a ressoar ainda hoje pelo mundo e em nossos corações. Deus nos surpreende e nos surpreenderá sempre com seu amor! Amor que é vida e salvação pela Ressurreição de seu Filho! Deixemo-nos, pois, surpreendermos com seu amor!

Boa Páscoa a todos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *