ESCOLA PIO XII PROMOVE FORMAÇÃO PARA O LAICATO

Cerca de 60 leigos da Diocese de Oliveira participaram da Escola Pio XII, realizada de 6 a 13 de janeiro, no Centro de Pastoral São José, em Perdões. O curso reuniu alunos de três módulos de formação, além de uma turma de extensão.

A formatura, realizada no sábado (12), garantiu o reconhecimento e a perseverança dos alunos. Alegria que foi ainda maior para quem completou o roteiro de formação, finalizando o terceiro ano de estudos. Caso da catequista Rosa Heimeres Castro, da Paróquia de Santo Antônio de Pádua, de Santo Antônio do Amparo. Para ela, a teologia abriu caminhos para uma “sabedoria divina”.

“Este 2019 foi muito marcante. Nossa turma era pequena, mas muito assídua aos ensinamentos. Todos os que passaram por aqui deixaram uma mensagem marcante. A gente, como leigo, ao levar essa mensagem para a comunidade, tem a intenção do crescimento: passar ensinamentos, especialmente quem é catequista, como eu sou”, refletiu.

Pensamento partilhado por Andreza Cândida Fonseca, que atua no Ministério da Palavra, na comunidade São Geraldo, da Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, em Carmópolis de Minas. Para ela, a partilha das vivências da Escola Pio XII é um dos melhores momentos do retorno, porque as pessoas se interessam e têm curiosidade em saber quais as experiências feitas. Porém, ela já decidiu o que vai dizer quando encontrar os amigos da comunidade. Recorrendo ao Evangelho de João (1, 39), a ideia é transformar a partilha em um convite: “Vinde e vede!”.

O desejo de que mais pessoas participem da Escola é motivado pelo que ela considera um crescimento de maturidade na fé. “Foi um desconstruir para reconstruir. Eu cheguei aqui com uma fé e hoje eu creio não porque me falam de Jesus, mas porque eu vivi essa experiência”, afirma.

Um grupo de 13 extensionistas também participou de um módulo especial com Pe. Julio César Evangelista, que aprofundou o estudo sobre a exortação apostólica “Gaudete et exsultate”, do Papa Francisco.

A Escola Pio XII possui uma grade diversificada, que aborda temas centrais da Teologia e garante formação básica para leigos que atuam na vida das paróquias e comunidades.

Noites Temáticas destacam Ano Vocacional

            Se as manhãs e tardes eram reservadas aos estudos, as noites no Centro de Pastoral São José foram marcadas por descontração e partilhas. Ambiente que contribuiu para a apresentação de importantes temas para a caminhada da Diocese de Oliveira em 2019.

            A segunda e a terça, dias 7 e 8 de janeiro, foram dedicas à reflexão do caminho vocacional. Na segunda-feira, Pe. Onaldo Júnior apresentou o projeto do Ano Vocacional Diocesano, que terá início no dia 17 de fevereiro, com celebração na Catedral de Nossa Senhora de Oliveira. Já na terça, muita música com Frei Inácio e Jacil, que veio da Arquidiocese de Belo Horizonte para contribuir com a Escola.

            A quarta (9) contou com um bate papo sobre o Espaço Litúrgico e Sagrado, tendo a contribuição do Pároco da Paróquia de São Francisco de Paula, Pe. Jeferson Martins, e do arquiteto Alisson Silveira.

Pe. Diovany Roquim conduziu uma sessão de cinema, que teve a exibição do filme “’Despertar para sonhar”, na quinta-feira (10), seguida de um debate sobre fé. A programação noturna da sexta (11) teve uma mesa redonda que discutiu o Ano do Laicato e o Documento 105: “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na Sociedade.”

A noite de sábado foi reservada para celebrar os 33 anos de ordenação sacerdotal do bispo diocesano, Dom Miguel Angelo Freitas Ribeiro. O pastor presidiu a Missa, na Matriz do Senhor Bom Jesus dos Perdões – sua primeira paróquia depois de ordenado. A equipe e alunos da Escola Pio XII participaram do momento e homenagearam o bispo, que é um dos grandes entusiastas do espaço formativo. Após a celebração, um jantar festivo marcou a comemoração pela formatura dos participantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *