IGREJA DE OLIVEIRA CELEBRA MISSA DA UNIDADE

Óleos para catecúmenos, batismo e Crisma foram distribuídos para cada uma das 30 paróquias da Diocese.

Clero reunido, povo de Deus em oração e representação das 30 paróquias da Diocese de Oliveira. O contexto que se repete anualmente para a Missa da Unidade revela a diversidade do rosto de cada Igreja Particular para vivenciar um momento importante: a benção dos Santos Óleos e a renovação das promessas sacerdotais. Ritos que foram celebrados na manhã desta quinta-feira (29), na Catedral de Nossa Senhora de Oliveira.

Os óleos para os catecúmenos e para os enfermos foram abençoados. Eles são usados, respectivamente, nos sacramentos do batismo e da unção. O óleo para o Crisma foi consagrado pelo bispo diocesano, Dom Miguel Ângelo Freitas Ribeiro. Após preparar o mesmo com a mistura do bálsamo, que simboliza o “perfume de Cristo”, o pastor soprou sobre o recipiente pedindo a efusão do Espírito Santo. Dom Miguel lembrou que este óleo é também usado nas ordenações sacerdotais e pediu as orações para que tudo corra bem no processo feito pelo Diácono Yuri Mombrini Lamounier, que deve receber o sacramento ainda este ano.

O clero renovou as promessas sacerdotais, como é costume do rito da Missa da Unidade. Mas, em especial neste ano, onde a Igreja vivencia o “Ano do Laicato”, também os leigos tiveram grande destaque na reflexão sobre o seguimento à Jesus na ação pastoral. A missão de vocalizar o sentimento do corpo leigo diocesano foi de Rejane de Lourdes Ribeiro, da Paróquia de Nossa Senhora de Oliveira. Atuante em vários movimentos e pastorais, desde o canto litúrgico até o serviço de apoio às vocações, a paroquiana leu uma mensagem ao final da Missa e enalteceu a importância do protagonismo leigo na vida eclesial.

Catedral ficou lotada para a Missa da Unidade

“Ninguém foi batizado padre, bem bispo, mas batizados leigos e é o sinal indelével que jamais poderá ser cancelado. Faz-nos bem recordar que a Igreja não é uma elite de padres, consagrados, bispos, mas que todos formamos o Santo Povo fiel de Deus; ungido com a graça do Espírito Santo. Leigo comprometido não pode ser aquele ou aquela que trabalha obediente e calado nas obras da Igreja”, frisou, lembrando da importância do anúncio do Evangelho de modo comprometido por parte de todos que compõem a Igreja.

O bispo diocesano aproveitou também a temática do Ano do Laicato e reforçou o convite para a grande celebração do Dia do Leigo, que será no dia 27 de maio, em Oliveira/MG. Em sua homilia, Dom Miguel lembrou a importância da união no propósito de cumprir os compromissos pedidos por Jesus, sobretudo no anúncio do Evangelho.

Celebração foi presidida pelo bispo diocesano, Dom Miguel Ângelo Freitas Ribeiro.

“Este Ano do Laicato, convocado pela CNBB, nos convida a olhar para as diferenças. Olhar misericordioso e com afeição. A unidade não significa a eliminação das diferenças, mas sua integração, o acolhimento da diversidade, da multiplicidade que existe entre as pessoas, dos dons e ministérios, na certeza de que o mesmo Espírito nos habita. Diversidade das comunidades, das pastorais, dos grupos, dos movimentos, dos carismas, dos membros do Presbitério. Como num jardim de variedade belo e não motivo de atritos e dificuldades. Todas as distensões se superam com uma conversa respeitosa e amiga. Com o reconhecimento das próprias faltas”, discorreu o bispo.

A presença das religiosas que atuam na Diocese, sobretudo as Escolápias, Oblatas do Menino Jesus, Apostolinas, Mercedárias e da Divina Providência foi registrada pelo bispo. Além delas, seminaristas diocesanos e de várias congregações, que participam da Semana Santa na Diocese, foram acolhidos. Entre o clero, além dos padres religiosos Mercedários, que atuam em Bom Sucesso/MG, e dos Crúzios (Ordem de Santa Cruz), que atuam em Campo Belo/MG, celebraram em comunhão os presbíteros vindos de outras dioceses e congregações que vivenciam esta semana nas diversas paróquias e comunidades.

Texto: Vinícius Borges
Foto de destaque: Marcos Rezende
Demais fotos: PASCOM Diocesana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *