NOTA DE REPARAÇÃO PELA PROFANAÇÃO DA CAPELA DE SANTA TERESINHA, EM OLIVEIRA

“Deus amou tanto o mundo que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crê não se perca, mas tenha a vida eterna. Deus não mandou o seu Filho para condenar o mundo, mas para o salvar (Jo 3,16-17).

Na noite de 1º. para 2 de junho passado, quando iniciávamos o mês dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, a capela Santa Teresinha, ao lado da Escola Estadual Mário Campos, na paróquia São Sebastião em Oliveira, foi arrombada e teve furtados diversos objetos litúrgicos: dois castiçais, a base do Crucifixo do altar, uma sineta de bronze, um carrilhão de quatro sinetas para a missa e o crucifixo da Sacristia, além do cálice, da patena e da renda de metal que encimava o sacrário. Algumas peças, como o cálice a imagem do Crucificado do altar e os pedaços da cruz de madeira, de onde foi arrancada a imagem do Senhor, foram abandonadas por ali. Outras foram encontradas amassadas com um dos arrombadores que foi preso. Algumas peças não foram encontradas, certamente já em mão de receptadores.  Também no velório municipal foi profanada e quebrada e imagem de Jesus na cruz que presidia às celebrações de exéquias e destruída toda sua base de metal.

Além da profanação do templo de Deus, o mais grave de tudo é que o sacrário foi arrombado e profanado o Santíssimo Sacramento, presença real e substancial do Senhor entre nós na Eucaristia.

Tudo isto é motivo de profunda tristeza e desolação e sinal de que, cada vez mais, se perde o respeito às pessoas e aos sinais da Fé. Sinal da crise profunda vivida por nossa sociedade em que são desprezados os mais preciosos valores morais no tempo em que vivemos. Por isto, vemos hoje tão pouco valor dado à vida e se multiplicarem a violência, o consumo de drogas e os homicídios. Mas o Senhor não nos abandona!

Na segunda feira, dia 8 de junho, às 19 horas, em transmissão via net pelo faceboock da paróquia, celebrar-se-á Missa e os ritos de desagravo na capela, para que o templo volte a ser casa de oração e de louvor ao Deus da Justiça e das Misericórdias. E que ele tenha piedade de nós e dos criminosos que perpetraram mais este ato de violência, recordando que não são menos passiveis de responsabilidade ou as tem ainda maiores diante de Deus, os receptadores dos furtos amplamente praticados por toda parte.

Rezemos para que Deus nos dê um novo tempo de graça e de paz!

+ Dom Miguel Angelo Freitas Ribeiro

Um comentário sobre “NOTA DE REPARAÇÃO PELA PROFANAÇÃO DA CAPELA DE SANTA TERESINHA, EM OLIVEIRA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *