DestaquesNotíciasPalavra do Pastor

DEUS É COMUNHÃO

A Solenidade da Santíssima Trindade se segue, logo após a de Pentecostes, no caminho litúrgico da Igreja. Celebração alegre de louvor a Deus pela revelação do mistério de seu amor mais íntimo através de seu Filho Jesus Cristo.

A ação salvadora de Deus será sempre do único Deus Uno e Trino que, em Jesus, o Verbo Encarnado, se tornou um de nós e, pelo Espírito Santo, nos fez, pelo batismo, sua habitação e templo.

Só por meio de Jesus Cristo poderíamos conhecer este mistério e nele sermos inseridos! Nele, o Pai se revelou compassivo a debruçar-se sobre a humanidade caída. “De fato, Deus não enviou seu Filho para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por Ele” (Jo 3, 17). Ele é o grande dom e sinal de Deus para o mundo!

Jesus se dirige a Deus como a um Pai e se revela um com Ele: “Eu e o Pai somos um” (Jo 10,30). Jesus, Caminho, Verdade e Vida, se refere ao Espírito Santo como uma Pessoa diferente, com seu próprio atuar e caráter pessoal: “Quando vier o Paráclito, o Espírito da Verdade, ele vos ensinará toda a verdade, porque não falará por si mesmo, mas dirá o que ouvir, e vos anunciará as coisas que virão” (Jo 16,13). Como prometera aos seus discípulos, após sua ressurreição e ascensão aos céus, enviou de junto do Pai o Espírito Santo.

Jesus é a revelação última e definitiva de Deus (cf. Hb 1,2), revelação sempre atual do Deus Uno e Trino, comunhão de amor que nos convoca à comunhão com a humanidade e todas as criaturas. Não podemos, pois, iniciar cada oração de nossa fé “em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”, sem nos comprometer com os irmãos e com a Igreja, a quem Jesus constituiu como seu corpo místico (cf. Rm 12,5). Por este motivo, nesse dia, celebramos o “Dia das Comunidades de Base e dos Grupos de Reflexão”, que tanto bem fazem à Igreja e ao mundo.

Esta solenidade, mais que nunca, nos interpela profundamente nesse tempo de pandemia. Somos chamados a redescobrir a Igreja presente em nossos lares, pela oração e reflexão bíblica em família. Afinal, fomos batizados em nome de Deus Trino, comunhão de amor que se volta cada dia para nós como “Deus misericordioso e clemente, rico em bondade e fiel” (Ex 34, 6).     

Diante de mistério tão grande não podemos senão como Moisés no Sinai, curvar-nos até o chão e, prostrados, também pedir: “Caminha conosco!” (cf. Ex. 34,8-9).

Como viver, pois, este mistério? Como irmãos em Cristo, filhos do mesmo Pai, na alegria e na força do Espírito Santo. Adoremos à Santíssima Trindade dentro de nós mesmos e a reconheçamos presente em cada irmão. Consagremo-nos a Deus. pelas mãos de Nossa Senhora, fazendo nossas as palavras do Beato Tiago Alberione:

“Trindade Santíssima – Pai, Filho, Espírito Santo – presente e agindo na Igreja e na profundidade do meu ser. Eu vos adoro, amo e agradeço. E pelas mãos da Virgem Maria, minha Mãe Santíssima, eu me ofereço, entrego e consagro inteiramente a vós, nesta vida e para a eternidade. Pai Celeste, a vós me ofereço, entrego e consagro como filho. Jesus Mestre, a vós me ofereço, entrego e consagro, como irmão e discípulo. Espírito Santo, a vós me ofereço, entrego e consagro, como “templo vivo” para ser santificado.

Maria, Mãe da Igreja e minha Mãe, vós que estais na mais íntima união com a Santíssima Trindade, ensinai-me a viver em comunhão com as três divinas Pessoas, a fim de que a minha vida inteira seja um hino de glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo. Amém. ”

“E que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos” (2Cor 3, 13).

+ Miguel Angelo Freitas Ribeiro, bispo de Oliveira

5 thoughts on “DEUS É COMUNHÃO

  • Elisandra Mara Vilela Resende Monteiro

    Texto muito significativo e sagrado.
    Muita sabedoria Divina
    Dom Miguel reze por nós que tb estaremos sempre em orações pelo.senhor.
    Trindade Santa seja sempre nossa proteção para vivermos verdadeiramente em comunhão com os irmãos.

    Resposta
  • Getúlio de Oliveira Moraes

    Santíssima Trindade, Pai Filho e Espírito Santo, nos proteja e nos livre dessa pandemia. Amém

    Resposta
  • Pe. Genival Lima da Silva

    Parabéns D. Miguel Ângelo pelas sábias palavras sobre o Deus no e Trino em quem professamos a fé por meio dos Apóstolos e a Tradição milenar da Igreja. Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo.

    Resposta
  • Irmã Maria Elena

    Bom dia e um abençoado domingo para todos !

    Resposta
  • Mônica oaiva

    Uma explicação excelente. Eu morei em Varginha e nossa paróquia e divino espírito santo. Me lembro muito que uma vez as irmãs do colégio santos anjos pediu para o nossa equipe de trabalho em grupo da aula de religião. Era assim que de falava para falar sobre a santíssima trindade. Nós ganhamos nota dez. Me fez recordar. Muito obrigada

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *