EM CRISTO, RESSUSCITADOS COM ELE!

Feliz Páscoa! Feliz passagem da vida antiga do pecado à graça da vida nova em Cristo! Esta mensagem nos enche de alegria e de esperança, quando o luto e a dor da pandemia nos faz sentir mais irmãos de todos os homens e mulheres do mundo inteiro. Filhos de Deus, como criaturas, nascidos de sua mão e por Ele moldados, somos ainda mais filhos, pela graça do Batismo que nos lavou em Cristo e, nele, mais irmãos de todos. O Papa Francisco nos recorda isso em sua última encíclica Fratelli Tutti, que somos ‘todos irmãos’ , não somente dos que creem, e dos que creem de modo diferente do nosso, mas também dos que ainda não creem ou perderam a fé.

Quando a Campanha da Fraternidade deste ano nos recorda o desejo de Deus para todo o gênero humano, a fé no Ressuscitado nos compromete a superar as divisões internas na Igreja, a polarização política, o preconceito, a violência e a injustiça social.

“Não vos assusteis!” (Mc16,6b). Foi a palavra do jovem vestido de branco, que era o mesmo Jesus escondido sentado ao lado do sepulcro, à Maria Madalena, Maria, mãe de Tiago e a Salomé, que iam prestar sua última homenagem ao morto querido.”Vós procurais Jesus de Nazaré que foi crucificado? Ele ressuscitou! Não está aqui. vede o lugar onde o puseram!” (Mc 16,6c-7a)

Que alegria no coração de Madalena e da outras mulheres! Não mais serão necessários seus perfumes, porque o bom odor de Cristo enche o sepulcro vazio! Não mais são necessárias suas lâmpadas de óleo, porque a Luz de Cristo brilha onde reinavam as trevas da morte! Não mais são necessários braços fortes para remover a pedra do sepulcro! A força de Deus removeu pedra e o fardo que não mais suportávamos! Cristo ressuscitou! Por este motivo estamos aqui. Como estivemos ontem, junto de sua cruz e assistindo sua agonia.

O jovem Jesus lhes deu ainda uma ordem: “Ide, dizei a seus discípulos e a Pedro que ele irá à vossa frente, na Galileia. lá vós o vereis, como Ele mesmo tinha dito!”(Mc16,7) O Ressuscitado reúne o seu rebanho disperso.

Do encontro com Jesus, nasce todo apóstolo. Quem de fato se encontrou com o Ressuscitado anuncia a boa nova, em união com Pedro, como observa São Marcos (cf. Mc 16,7). O Bom Pastor nos aponta para Pedro e seu sucessor, o Papa Francisco; para a unidade católica, para a Igreja, lugar dos ressuscitados em Cristo pelo Batismo e lugar dos pecadores em busca de conversão. “Se fomos de certo modo identificados a Jesus Cristo por uma morte semelhante à sua, seremos semelhantes a Ele também na ressurreição!” (Rm 6,5) “Aquele que morreu morreu para o pecado uma vez por todas; mas aquele que vive é para Deus que vive!” (Rm 6, 10)

Viver para Deus é viver para Cristo, por Ele, com Ele e nele! Esta é a vida cristã da ressurreição. A criação se renova nesta noite, o pecado é absolvido e a morte é vencida! A Luz de Cristo resplandece em nossa treva! Cessam os antigos sacrifícios antigos com a oblação única de Cristo, pois Deus rejeita toda violência: “Não estenda a mão contra o teu filho e não lhe faças nenhum mal” (Gen 22, 12). A palavras ditas a Abraão são ditas a nós. Devemos deixar que o faraó que vive em nós seja sepultado nas águas da remissão dos pecados (cf. Ex 15,28). Como novo povo de Deus, cantemos o aleluia da Páscoa!

Que se levante ao mais alto de nossa vida o estandarte da Cruz vitoriosa do Senhor, a Luz, a vitória do Ressuscitado! Que, tendo experimentado a alegria desta noite que se tornou clara como os dia mais belo, como as mulheres, levemos a todos o dom do Resuscitado que liberta do pecado, das drogas, do vício, do medo, da violência e de todo o mal! “Alegrais-vos!” (cf Mc 16,6). Nele temos o caminho a caminhar, a verdade que buscamos crer e a vida que desejamos viver.

Feliz Páscoa a todos! Que Jesus ilumine com a claridade de sua luz todo o universo criado. Que cada um de nós encontre nele o seu sentido. Ele vive! Ele reina! A Ele todas as coisas foram submetidas, as da terra e as do céu (cf. 1Cor 15,27).

Com a Virgem Maria, Senhora da Ressurreição e do Triunfo, com as Santas Mulheres e com os Apóstolos e discípulos do Senhor, como novos discípulos proclamamos sua vitória! Feliz e santa Páscoa!

+ Dom Miguel Angelo Freitas Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *