ARQUIDIOCESE DE BH ANUNCIA ABERTURA DO PROCESSO DE BEATIFICAÇÃO DE DOMINGOS EVANGELISTA PINHEIRO

No dia 15 de setembro, haverá a celebração Eucarística, seguida da solenidade de abertura do processo de beatificação do Servo de Deus Domingos Evangelista Pinheiro. Este evento de grande valor religioso terá início às 15h, e contará com cerca de 2000 devotos no Santuário Basílica de Nossa Senhora da Piedade, situada no alto da Serra da Piedade, na cidade de Caeté (MG).

A celebração Eucarística será presidida pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, estando presentes a superiora geral da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, madre Teresa Cristina Leite; o postulador geral da Causa dos Santos, enviado pelo Vaticano, Dr. Paolo Vilotta e autoridades civis e eclesiásticas.

Ao final da Celebração Eucarística, os restos mortais do Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro serão deslocados para o Recanto Monsenhor Domingos, localizado aos pés da Serra da Piedade. Neste local, após bênção solene, os fiéis poderão expressar suas orações e homenagens ao Servo de Deus.

Sobre Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro
Sob a vertente da Serra da Piedade na cidade de Caeté, MG, no ano de 1843, nasceu Domingos Evangelista Pinheiro. Desde criança tinha especial devoção à Mãe da Piedade. Comovido com a esperança presente no canto das mulheres negras dirigido a Nossa Senhora, decidiu abraçar a vocação sacerdotal. Aos 15 anos ingressou no Seminário de Mariana, MG, sendo Ordenado Sacerdote Diocesano em 1879.

Inspirado pelo Espírito de Deus articulou grandes ciclos de amizade, envolvendo diversas personalidades do seu tempo. Em sua grande percepção, valorizava o ser humano em todos os aspectos e promovia sua transformação social.

Para afervorar a dimensão espiritual iniciou o Jubileu da Serra da Piedade em 1875. Para defender a vida, fundou o Asilo São Luís, em 1878, com a finalidade de acolher e educar as filhas de escravos, desguarnecidos pela lei do ventre livre. Para perpetuar o seu legado, em 1892, fundou a Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, ampliando suas possibilidades de missão: no zelo destinado às crianças nas creches e escolas; no cuidado dirigido aos idosos e enfermos por meio dos asilos e hospitais; e na evangelização misericordiosa fomentada nas comunidades inseridas e obras pastorais.

Sua perspicácia abriu novos horizontes para a construção da dignidade humana. A confiança na providência divina e a coragem de ultrapassar as fronteiras do preconceito fizeram de Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro o santo da libertação. No dia 06 de março de 1924, entregou seu espírito ao Senhor, regressando à morada eterna do céu. Em setembro de 2018, o Vaticano realiza a Abertura do Processo de Beatificação deste sacerdote bondoso e sábio, que recebe o título canônico de Servo de Deus.

Obras fundadas por Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro
– Em seu zelo para com a Serra da Piedade, Monsenhor Domingos criou, em 26 de setembro de 1875, a Irmandade Leiga de Nossa Senhora da Piedade, constando em seus estatutos o Jubileu Anual de Nossa Senhora da Piedade, cuja festa celebramos até os dias de hoje.

– Perante a forte ameaça sofrida pelas crianças, diante da Lei do ventre livre, Monsenhor Domingos, dotado de profunda e sincera caridade, fundou em 25 de agosto de 1878, o Asilo São Luís, destinado a acolher e libertar por meio da educação.

– Em 28 de agosto de 1892, Monsenhor Domingos fundou a Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade. Composta por mulheres com o intuito de perpetuar a missão, promover a dignidade humana, libertar e defender a vida.

NOTÍCIA ORIGINALMENTE PUBLICADA PELA CNBB LESTE 2: http://cnbbleste2.org.br/index.php?pagina=grupo_noticia&tela=10&vw=2517

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *